Cuidar da vida para assegurar a nossa sobrevivência: Leonardo Boff alerta sobre a necessidade urgente de práticas sustentáveis

19/09/2017

Compreender a vida a partir de uma visão sistêmica e do cuidado necessário para sua evolução. Essas e outras questões foram levadas ao público na abertura do VI Fórum de Sustentabilidade. Mais de oitocentas pessoas lotaram o Clube Arranca de Cruz Alta nesta segunda, dia 18, para acompanhar a palestra do ecoteólogo Leonardo Boff e aprofundar o entendimento sobre sustentabilidade.

 

 

 

Em sua fala, Boff fez uma crítica severa aos problemas mundiais e ao sistema capitalista, abordando a necessidade de um novo olhar e mudanças urgentes de atitude em relação às questões ambientais, a fim de assegurar a sobrevivência dos seres vivos na Terra.

 

O palestrante foi enfático ao dizer que os países tratam a Amazônia como um bem de compra e venda, uma região onde há uma riqueza grandiosa em termos de mata, rios e biodiversidade. Ele reforçou a importância da floresta amazônica para o futuro da vida e de unirmos esforços para a manutenção desse bem. Há necessidade de resistência e de luta em prol da vida. Para tanto, é preciso mais envolvimento da população, bem como apropriação dos debates em torno das questões ambientais a fim de que se promova uma verdadeira mudança.

 

 

 

Nesse sentido, Leonardo Boff elogiou a iniciativa do Corede Alto Jacuí pela realização do evento, pois traz o debate para a sua região. O ecoteólogo falou da importância do biorregionalismo, a partir do qual é possível trabalhar as riquezas e pobrezas de cada região, podendo assim, articular os municípios e desenvolver a sustentabilidade. Cada região é diferente, tem um ecossistema ímpar e uma diversidade de seres vivos, por isso cada uma merece um cuidado especial. O uso de tecnologias, por exemplo, deve ser adequado ao ecossistema regional, o que impede a destruição e permite o desenvolvimento.

 

Boff reforça a importância de estudar os ecossistemas através das gerações, para ter consciência das modificações pelo trabalho humano e compreender seu funcionamento. Ele também falou da necessidade de projetos de cooperação e troca de conhecimentos, realizando uma crítica à competição e à busca incessante pelo lucro. O professor frisou a importância das pessoas se apropriarem do seu lugar, se sentirem pertencentes, e compreenderem que a vida depende de cuidado.

 

“A essência do ser humano não está no seu espírito, nem na criatividade, nem na liberdade, a essência é o cuidar. O cuidado é o antecessor dos nossos atos e faz com que eles sejam bons ou maléficos para a sociedade”, disse Boff. Na comunidade da vida, o ser humano é apenas um elemento, parte de um processo de evolução junto com os demais seres vivos. O cuidado com a vida deve existir em todas as instâncias, sejam elas a família ou o planeta, e as comunidades devem participar das discussões e da elaboração de políticas, como responsáveis pelo seu lugar. E dentre tantas reflexões importantes, Leonardo Boff deixa uma lição: a mudança é urgente e depende de cada um de nós.

 

“O que efetivamente conta não são as coisas que nos acontecem. Mas, sobretudo, a nossa reação frente a elas.” Leonardo Boff

Please reload

Postagens em Destaque

Namastê! Palestra sobre conscientização e leitura da Carta de Intenções encerram Fórum

June 10, 2019

1/10
Please reload

Postagens Recentes
Please reload