Thedy Corrêa: "A arte e a cultura são a ponte do diálogo"

05/06/2019

A primeira noite do VII Fórum de Sustentabilidade do Corede Alto Jacuí começou com inovação, informação, música e cultura. O tema deste ano abrange a inovação tecnológica na perspectiva dos resíduos industriais. A abertura do evento contou com a participação ativa dos alunos do curso de Educação Física. Caracterizados de acordo com a temática do Fórum e distribuídos pelo hall de entrada da Casa de Cultura, a intenção foi passar a mensagem de alerta em relação ao desenvolvimento sustentável e o papel da sociedade.

 

 

 

 

E além do conteúdo, a noite contou com o lançamento de dois livros, um deles com o título “Práticas Socioculturais na Sociedade Contemporânea” e o outro, “Dudu, o canudo”, escrito pela professora de educação infantil, Aline Bucco.

 

 

 

 

A abertura oficial contou com a fala do Pró-Reitor de Pesquisa e Extensão da Unicruz, Diego Pascoal Golle, que concluiu desejando a todos uma semana reflexiva e que possamos sair daqui com um olhar mais atento a sustentabilidade para nossa região.

 

A atração da noite foi a palestra com Thedy Corrêa. O músico é integrante da banda Nenhum de Nós e trabalha no ramo das palestras há aproximadamente dez anos. E nesta edição do fórum, o tema abordado por ele foi “Sustentabilidade Cultural”. Thedy apresentou os quatro pilares da sustentabilidade: Social, Econômica, Ambiental e por último o Cultural. O foco da sua apresentação foi relacionar a sustentabilidade cultural com o empreendedorismo, a criatividade e responsabilidade cultural corporativa. Segundo ele, os seres humanos vivem hoje em constante conflito, dividem opiniões e polarizam ações.  Porém, esses só existem devido à falta de respeito com a identidade cultural de cada pessoa, justifica.  

 

 

 

Procurando abranger todas as áreas da sustentabilidade, Thedy diz que o acesso a cultura representa um sinal de desenvolvimento geral de uma sociedade. E a capacidade de participar da cultura, criá-la e levá-la às gerações futuras pode construir um indicador de melhorias sociais e econômicas. Colocar em prática todos os exemplos de sustentabilidade cultural é benefício de toda sociedade, e a valorização e a proteção dos aspectos culturais ajudam a preservar a identidade de um povo.

 

Produção: Agência Experimental de Comunicação Eureka 

Texto: Rafaela Emmel 

Fotos: Ágatha Nunes 

Please reload

Postagens em Destaque

Namastê! Palestra sobre conscientização e leitura da Carta de Intenções encerram Fórum

June 10, 2019

1/10
Please reload

Postagens Recentes
Please reload